Qual a vida útil de um pneu? Descubra quando chegou a hora de trocar os pneus do seu carro

Os pneus são uma parte importante do carro e cuidar deles garante não só uma melhor performance como também a segurança para o motorista e passageiros. A questão é que existem muitas informações relacionadas à vida útil do pneu, o que pode gerar confusão na hora de saber se é o momento certo para trocar os pneus.

Existem alguns princípios básicos para definir quanto tempo dura um pneu. Apesar de não haver certa exatidão, fatores como os hábitos do motorista, clima, condições das vias e cuidados podem influenciar diretamente na vida útil e quilometragem dos pneus do carro.

Se você deseja saber quando trocar os pneus do carro, compilamos várias informações úteis para você saber, de uma vez por todas, o que precisa fazer quando essa hora chegar.

Leia Mais:

>> O que esperar do novo VW Taos

>> Quando devo fazer a primeira revisão do meu carro?

Quanto tempo dura um pneu?

Em média, os pneus originais utilizados em carros de passeio são feitos para durar de 40 a 60 mil quilômetros até a primeira troca. Considerando que um motorista “padrão” no Brasil roda, aproximadamente, 20 mil quilômetros por ano, um pneu de qualidade pode rodar por dois anos e meio a três anos, se for bem cuidado e conservado.

Como aumentar a vida útil do pneu?

Mesmo sendo fabricado para durar determinada quilometragem, algumas boas práticas podem ser adotadas pelo motorista para garantir que os pneus do carro tenham boa performance por mais tempo. Sendo assim, o dono do carro deve priorizar:

Manutenção preventiva

O cuidado prévio pode maximizar a vida útil do pneu, poupando muita dor de cabeça ao motorista. Por isso, mantenha uma programação de manutenção preventiva que inclua a geometria e cambagem no tempo certo, calibragem a cada 15 dias e o rodízio correto dos pneus para amenizar o desgaste de uso.

Direção defensiva

O modo como o motorista dirige tem influência direta no tempo de troca dos pneus. Quando a direção é feita de forma consciente, além de mais segura ajuda a economizar. Evite realizar frenagens e arrancadas bruscas. também fique atento a buracos e excesso de velocidade em curvas, que desgastam mais o produto.

Dicas para fazer a troca dos pneus no tempo certo

Mesmo cuidando para estender a durabilidade do pneu, existem alguns pontos básicos que determinam se eles precisam de troca ou não. Por isso, é importante sempre inspecionar regularmente e ficar atento a alguns detalhes:

1. Foque no período de 5 anos

Quando os pneus passam de 5 anos de fabricação, eles devem passar por uma inspeção profissional minuciosa uma vez ao ano. Mesmo se ele estiver em ótimas condições, é importante tomar esse tipo de precaução para evitar surpresas.

2. Dez anos é o tempo máximo de uso para um pneu

Caso não tenha sido feita a reposição num período de dez anos após a data de fabricação, é obrigatório a troca dos pneus por novos, por precaução. Isso também se aplica ao estepe, que conforme a lei determina, precisa estar em ótimas condições.

3. Observe a situação dos pneus

Normalmente, existem alguns sinais que indicam que está na hora de trocar o pneu do carro. Por isso, recomenda-se a troca sempre que alguns desses problemas forem identificados:

  • quando a banda de rodagem estiver desgastada abaixo dos níveis de profundidade recomendados;
  • quando o flanco está danificado;
  • quando houver um furo na banda de rodagem com mais de 6mm de diâmetro;
  • quando houver desgaste desigual da banda de rodagem;
  • quando for encontrado algum objeto problemático, como pregos, parafusos, etc;
  • quando apresentar áreas danificadas;
Conheça os componentes da estrutura de um pneu

4. Preste atenção na “sensação” que os pneus dão ao dirigir

O estado dos pneus influencia muito a sensação ao dirigir, por isso quando perceber que o veículo está derrapando em curvas, em arrancadas leves ou perceber que em dias de chuva o seu veículo passa por aquaplanagem, são indícios que podem haver danos ou desgaste excessivo nos pneus. Outro ponto importante é perceber se há vibrações ou outras anormalidades ao dirigir. Em caso positivo, pare em segurança e inspecione os pneus.

Se algum deles estiver danificado, substitua-o pelo estepe. Caso não tenha conseguido encontrar o problema, leve o carro até uma concessionária para que seja feita uma inspeção completa.

5. Indicador TWI

O indicador de desgaste do pneu TWI (Tread Wear Indicator) nada mais é do que pequenas elevações de borracha presentes nos sulcos do pneu, sinalizadas com a sigla “TWI” ou com o desenho de um triângulo. No momento em que o desgaste atingir estas marcações, está na hora de trocar os pneus. A “banda de rodagem” de um pneu é a base que é tocada ao solo e suporta o peso do carro, da bagagem e dos ocupantes no interior do carro. Todo pneu conta com o TWI, um filete de borracha disposto transversalmente aos sulcos em alguns pontos da banda de rodagem.

Saiba como localizar o TWI no pneu do seu carro

Os sulcos da banda de rodagem não podem ser menores que 1,6 milímetros de altura. Pneus com sulcos abaixo deste padrão-limite oferecem sérios riscos de segurança. Além disso, tal descuido gera multa e registro de infração na Carteira.

Qual pneu trocar primeiro: dianteiro ou traseiro?

Via de regra, os pneus novos devem ser colocados no eixo traseiro. O motivo é simples: se ocorrer perda de aderência ou algum outro problema com os pneus dianteiros, o motorista tem o volante para controlar o carro. Se isso acontece no eixo traseiro, ele perde a capacidade de correção da direção. E com a troca, também é necessário ficar atento a alguns pontos importantes:

Rodízio dos pneus

Ao colocar os pneus no eixo traseiro, os que estavam lá vem para a dianteira do mesmo lado – no caso de carros que possuem tração traseira. Ou em X invertendo os lados – para veículos que possuem tração nas rodas dianteiras, como é o caso da maioria dos modelos.

Balanceamento das rodas

Sim, toda roda que recebe pneus novos precisa de balanceamento. O alinhamento, no entanto, só é necessário se a quilometragem estiver no ponto recomendado pelo manual do veículo ou se o desgaste das bandas de rodagem estiverem muito irregulares.

Como escolher o melhor pneu para o seu carro?

Com tantas marcas e opções no mercado, comprar um bom pneu pode parecer uma tarefa complicada, mas não é. Se você deseja saber onde comprar pneus de qualidade, além da procedência, você também deve conferir qual o índice Treadwear, que é responsável por indicar qual é a durabilidade das opções desejadas.

Basicamente, esse índice é uma métrica que varia de 60 a 620, sendo o número 100 a base de cálculo. Assim, quanto menor for o índice Treadwear de um pneu, mais devagar é o seu desgaste. Portanto, o ideal é comprar uma peça que tenha a menor pontuação possível neste quesito.

Agora que você sabe quando trocar os pneus pode ficar atento. Quando chegar a hora, é só procurar a concessionária Servopa mais próxima ou agendar pelo site.

consignação de carro

Venda consignada de carro: porque optar por uma concessionária?

Entenda o que é, quais as vantagens e como fazer o contrato para vender o seu carro...

leia mais
depreciação de caminhão

Como calcular a depreciação de caminhão?

A taxa de depreciação de um caminhão precisa fazer parte dos custos da empresa e para calcular...

leia mais
moto para iniciantes

Conheça as razões que fazem da Triumph Street Twin uma excelente moto para iniciantes

Um modelo clássico com apelo tecnológico, a Triumph Street Twin tem todas as características perfeitas para ser...

leia mais
Newsletter
Receba conteúdo gratuito As melhores informações, novidades e oportunidades do Grupo Servopa direto no seu e-mail. Inscreva-se em nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e LGPD.
    Eu concordo em receber comunicações e ofertas personalizadas de acordo com meus interesses.